VALORES E METAS

Atuando em vários segmentos, nosso conjunto de ações é sério e abrangente.

Campo de Ação
 

          A temáticas estão diretamente relacionadas aos grupos, coletivos e espaços de atuação da instituição, sendo elas artes visuais, arte contemporânea, intercâmbio nacional, intercâmbio internacional, oficinas de arte visual, performance-arte, oficinas de fotografia, oficinas de música, música erudita, música instrumental, música regional, dança contemporânea, criação de vídeos, exposição de fotos, exposição de artes, cenografia, culinária regional, cultura popular, cultura tradicional, circo, exibição de filmes, seminário, teatro, ações de incentivo a leitura, artesanato, artes integradas, residência artística, palestras, publicação de partituras, produção de CDs, captação de recursos, elaboração de projetos, edição de revista, aulas de inglês, eventos para terceira idade, mostra de videoarte, oficina de escultura, oficina de xilografia, leitura de portfólio, saraus, documentário curta-metragem, registros de áudio, oficina de desenho, entre outros.

Alcance
 

          Anualmente são realizados entre 40 e 50 eventos, contabilizando uma média de praticamente um evento por semana, sendo que a título de público dos eventos pode se ponderar um número de 4000 pessoas, variando a quantidade de pessoas de evento a evento. No caso das oficinas de formação ocorre o atendimento de mais de 70 pessoas em cursos voltados para violão e artes visuais. Diretamente, considerando artistas, produtores, gestores, prestadores de serviço pode se dizer que a instituição atinge cerca de 30 pessoas, e indiretamente, envolvendo todas as ramificações e relações estabelecidas, estima-se que sejam mais de 80 pessoas.

 


 

Repercussão das Atividades
 

          Muito se tem discutido, recentemente, acerca de qual é definitivamente a contribuição de um evento cultural, seja ele de qualquer natureza. O que acreditamos é que pelo fato de a instituição ter em sua essência o resgate da cultura local, que é historicamente de um valor imensurável, outro ponto fundamental vem de encontro ao acesso às pessoas a produtos culturais que contribuam com a identificação deles com a arte que identifica eles próprios. Contudo, os benefícios refletem inclusive nas novas gerações pois, ao ver que a instituição não esquece e valoriza a cultura de seus ancestrais, acaba por concluir que também o fará com a sua, criando um vínculo de amparo e colaboração entre artistas, público e instituição.

 

 


Sustentabilidade
 

          A instituição se mantém com um reserva estratégica oriunda dos trabalhos realizados com os grupos artísticos, coletivos e espaços a qual é mantenedora. A principal fonte de apoio para sustentabilidade das atividades são o recurso dos associados, que são os próprios artistas, bem como Projetos de Leis de Incentivo Fiscal, Editais Estaduais e Editais Municipais.

 

 

 

Direitos e Cidadania
 

         A manutenção de grupos artísticos, criando possibilidades de obtenção de recursos, gerando um fluxo dentro da economia criativa e por sua vez levando o produto cultural resultante deste movimento prioritariamente a camadas sociais desprivilegiadas, bem como pessoas com diferentes tipos de deficiência, e ainda chegando a cidades do interior muito pequenas onde raramente acontecem eventos culturais com profissionais é a forma que atuamos e estabelecemos a democratização do acesso à arte. Como poderá ser visto no relatório, damos prioridade a iniciativas que levem onde mais se precisa do nosso trabalho.

 

 

 

Diálogo entre Gerações
 

          Como poderá ser visto no relatório, além das atividades serem distintas ao mais variado tipo de público, abrangendo desde salas de concerto, espaços culturais, até escolas primárias, casas de repouso e centro sociais, coletivos de música como a Orquestra Caipira e a Orquestra Intermunicipal de Violões que são compostos por integrantes de diversas faixas etárias, que chegam a conectar pessoas de 10 a 75 anos, que estão envolvidos musicalmente para realizar uma rotina de espetáculos e outras ações.


 

 

Formação e Capacitação
 

          A Lumiar-te oferece gratuitamente desde 2014 bolsas de estudo de Violão Erudito através do coletivo Circuito do Violão, e também do Espaço Cultural Casa do Ipê Amarelo. A mesma fomenta gerencia e organiza estas oficinas que duram todo o ano letivo, lembrando ainda que ocorrem muitas ações eventuais que são circunstanciais, mas que sempre acontecem, e variam de segmento artístico.


 

 

Acessibilidade 
 

          Basicamente atuamos em duas frentes no que diz respeito a inclusão das pessoas com deficiência. Primeiro estabelecemos que os projetos sociais que trabalham com este público está dentro da área de atuação dos grupos artísticos quando estes realizam seus espetáculos. Em seguida vale destacar que temos criado estratégias para inclusão no que tange a comunicação do conteúdo artístico, sejam elas:

 

- Audiodescrição
Espetáculo de Dança com audiodescrição e música ao vivo.

 

- Exposição Tátil
Exposição de Arte com objetos táteis.

 

- Partitura em Braille
Edição de partituras musicais em Braille.

 

- Folder em Braille
Envio de programação cultural em Braille para centros sociais, convidando o público para evento musical.

 

- Concerto Acessível
Recital em que deficientes visuais e jovens de projetos sociais com vendas nos olhos participam de recital de violão. Evento estimula integração e identificação entre ambos

 

  • LinkedIn
  • Preto Ícone Instagram
  • Black Facebook Icon